Prefeitura de Nhamundá assina e publica decreto com novas restrições para frear aumento de casos da Covid no município

Em entrevista à radio Liberdade FM, na manhã desta sexta-feira (08), a prefeita de Nhamundá, Marina Pandolfo, juntamente com a Secretária de Saúde Juliane Monteiro, a subsecretária Alcineia Pontes, o advogado Dr. Emiliano Costa e o Tenente da Policia Militar Thiago, anunciaram o novo decreto para tentar frear o aumento de casos de Covid no município.

De acordo com o novo decreto nº 002 de 08 de janeiro de 2021, todos os estabelecimentos considerados essenciais e não essenciais devem controlar a entrada de pessoas, respeitando o limite máximo de 50% e obedecendo as regras de: uso de máscara, distanciamento social e com horários reduzidos.

Supermercados, mercadinhos e farmácias ficam autorizados a funcionar até as 20h, após esse horário somente pelo sistema delivery, até as 23h. Serviços não essenciais como salão de beleza, loja de confecções, clínicas e centro de estéticas, lojas de materiais de construção, academias entre outros, deverão fechar as 19h.

Os atendimentos presenciais nos bares ficam suspensos pelo período do decreto, com autorização apenas para atendimento delivery, até as 23h. Lotérica, bancos expressos, Mercado Municipal, academias e igrejas devem respeitar todas as orientações da vigilância sanitária, mantendo o distanciamento e a higienização dos espaços antes e depois da utilização, além do uso obrigatório de máscara.

As embarcações de transporte coletivo de pessoas que prestam serviços no trecho Nhamundá/Parintins e Nhamundá/Manaus, bem como interestadual devem respeitar o limite de 50% da lotação. No porto haverá uma equipe 24h fazendo a fiscalização e triagem dos passageiros.
Eventos de qualquer esfera pública e privada também ficam suspensos pelo período do decreto, além de atividades esportivas em ginásios, quadra poliesportiva, campo de futebol e praias, exceto os serviços de saúde, CREAS, CRAS e Conselho Tutelar.

O Art.6º do decreto municipal determina a toda população nhamundaense o uso obrigatório de máscara, em todos espaços públicos e privados.
O descumprimento das orientações estabelecidas no decreto acarretara em multa, que variam de R$ 50,00 até R$ 500,00. Uma equipe formada pelo comitê de enfrentamento a Covid, irá atuar nos trabalhos da fiscalização.

Durante a entrevista, Marina pediu a compreensão da população e que os munícipes cumpram o decreto. “Não adianta nós colocarmos em vigor o decreto, colocarmos a equipe de fiscalização que vai cumprir todas as normas e as determinações que estão descritas, e a população não colaborar. Quem não cumprir as orientações será multado, não é questão de prejudicar A ou B, é questão de salvar vidas”, completa a prefeita. O decreto está vigente por 30 dias, podendo ser prorrogado.

Assessoria de imprensa

você pode gostar também