Pelo fim da violência contra a mulher

A cada hora, 536 mulheres são agredidas no Brasil. Muitas são vítimas de seus próprios companheiros e por dependerem financeiramente deles não conseguem se livrar do ciclo da violência doméstica – que leva cerca de 13 mulheres à morte todos os dias.

Para combater este crime ações são desenvolvidas por meio de várias entidades. O agosto lilás é uma forma de combater a violência doméstica. Nesta sexta-feira, 07, várias reflexões acerca do assunto estarão acontecendo.

Em Parintins, o Centro de Referência Especializado da Assistência Social (CREAS),  é um equipamento da política de Assistência Social vinculado a Semasth, que atende esse tipo de violação de direito.

O CREAS atende, acolhe e acompanha. O CREAS é um auxílio na interrupção de violência. “Nos  Trabalhamos em parceria com a Defensoria Pública. Atuamos no projeto criado por eles  – Em defesa delas na qurentena -, disse a psicóloga Taline Rodrigues.

Na pandemia atendimentos ocorreram de forma remota, entretanto, alguns presenciais por meio de agendamento também aconteceram. Para combater a violência contra a mulher o CREAS, Defensoria Pública, Delegacia da Mulher estão aptos a receberem denúncias.

Denuncie, não cale. Ligue 180. Contato do CREAS para fazer denúncias –  993799970.

Blog Ilha Tupinambarana

você pode gostar também