“O homeme que estimulou a prática da caminhada em Parintins”, dizia Altair Dellacosta

Quando vejo o Manel pelas ruas me vem na lembrança a frase dita pelo meu saudoso amigo e profissional competente de imprensa, Altair Dellacosta: “foi o Manel que estimulou a prática da caminhada em Parintins”.

O nosso andarilho Manel circula a cidade toda. Ele já caminhou à passos mais rápidos, é verdade, mas o “peso” da idade chegou. Aos 78 anos, Manuel Costa Belém, caminha em “marcha” lenta. Só na manha. A sol e chuva ele estar pelas ruas.

Encontrei o Manel esses dias, tentei puxar assunto, mas ele não respondeu. Só olhou mesmo.  Nessas poucas linhas falei do andarilho, Manel, conhecido por todos na nossa Ilha Tupinambarana, mas também lembro o nome desse grande amigo, colega de trabalho e pai de família: Altair Dellacosta.

Dellacosta, foi um grande profissional da comunicação. Na Rádio Clube de Parintins trabalhou como operador de áudio, na TV Alvorada foi repórter cinematográfico e, nos últimos anos, atuou como locutor na Alvorada FM.

Um cara alegre, um excelente profissional, filho de uma família super bacana também. Eu e Dellacosta trabalhamos juntos por mais de 20 anos. Meu câmera, produtor, editor, pauteiro; o cara alegrava a redação e estimulava boas gargalhadas durante o serviço de reportagem. Dellacosta, faleceu vítima da Covid ano passado.

Criador de frases que estão eternizadas, apelidos que irritavam, mas que jamais saíram do quadro de brincadeiras.  Dellacosta, brincava com as pessoas na rua. Fazia elas sorrirem. O Manel, inclusive, servia de inspiração. Ele dizia: olha aí, Bruce, o Manel, na “pernada” e nós, de carro, ainda reclamamos da vida…

Blog Ilha Tupinambarana

você pode gostar também