Médico é afastado após menino com braço quebrado morrer em hospital no AM

Menino só deveria ter engessado o braço – Foto: Arquivo Pessoal/Divulgação

A Prefeitura de Manicoré divulgou nessa quinta-feira (25), que afastou o médico que conduziu o caso do menino Saimon Gabriel, 6, que morreu após tomar quatro anestesias para engessar o braço em um hospital da cidade.

O afastamento tem caráter temporário. A prefeitura disse ainda que abriu um processo administrativo para apurar o caso. Ontem, o Ministério Público também abriu uma investigação para tratar da morte de Saimon.

A família do garoto acusa a equipe de negligência e a mãe diz que chegou a ver o médico pesquisando no Youtube sobre a anestesia, enquanto administrava o medicamento em Saimon. Minutos depois ele começou a passar mal, foi intubado e morreu por causa de uma parada cardiorrespiratória aos seis anos.

Portal do Holanda

você pode gostar também