Irmão de Juscelino Manso é condenado por espalhar fakenews e criação de perfil falso em rede social

Responsável pela criação de um perfil falso no Facebook, denominado Carlos Araújo, além de espalhar fakenews na mesma rede social durante campanha eleitoral, o autônomo André Manso, irmão do ex-candidato a prefeito de Parintins, Juscelino Manso, foi condenado a pagar multa de R$ 5 mil pela Justiça Eleitoral.

Durante toda o pleito de 2020, o irmão de Juscelino Manso utilizou as redes sociais para difamar e denegrir o prefeito de Parintins, Bi Garcia, seus familiares, correligionários e amigos. A identificação de André Manso como gerenciador do perfil falso Carlos Araújo e responsável pelas postagens ofensivas começou com uma análise de IP feira pelo Facebook.

Diante das informações reunidas, a rede social identificou a operadora utilizada para acesso à internet e a Justiça Eleitoral requisitou da operadora o fornecimento de dados pessoais do responsável pelo perfil Carlos Araújo. Em análise realizada, identificou-se a linha telefônica de André Manso para alimentação do perfil falso.

Com a identificação, a Justiça Eleitoral condenou André Manso, no dia 16 de março, a pagar multa pela violação do art. 30 da Resolução 23.610/19, oriunda do TSE, que veda a manifestação anônima durante campanha eleitoral na internet.

você pode gostar também