Encontro Poético: Dori Carvalho lança CD de poemas “Entre Barras e Rios”, com recital e sessão de autógrafos, em Parintins

O cd de poemas “Entre Barras e Rios” do poeta e ator Dori Carvalho, será lançado no dia 29, às 19h, no Liceu Cláudio Santoro de Parintins

O projeto foi contemplado na Lei Aldir Blanc, pelo prêmio Feliciano Lana da SEC/Amazonas, o que possibilitou sua realização.

“O cd é a concretização de uma ideia, de um sonho. Como sou um homem de teatro e da poesia, e sempre uni essas duas artes, agora, faço o registro da palavra escrita para a palavra falada e interpretada. Foram meses e meses de escolha dos poemas, que fazem parte dos meus livros Desencontro das águas e Paixão e fúria, além de poemas inéditos; ensaio, na busca da melhor maneira de dizer, sentir e expressar as ideias e os sentimentos; gravações e regravações, até chegar num resultado que me satisfizesse”, explicou Dori.

O trabalho de ensaio e produção durou mais de um ano, desde ensaio à gravação, edição e reprodução.

“Busquei entre os meus poemas, os que pudessem ser traduzidos para a oralidade e que também fossem melhores para ser ouvidos… e que fossem representativos da minha poesia, desde os poemas líricos aos políticos, dos existenciais aos amorosos, poemas de resistência e sentimentais”, disse o poeta.

“A escolha dos poemas foi a partir de uma seleção feita por minha irmã, atriz e diretora de teatro, Dulce Muniz, pelo poeta e crítico literário, Tenório Telles e por mim… escolhi poemas que fossem mais emblemáticos e sentidos do meu caminho poético. É uma outra forma de chegar aos leitores, de levar um pouco de poesia aos, agora, ouvintes, aos que não têm o hábito de ler, aos que não leem e aos que não podem ler”, concluiu, confessando que “dizer poemas é uma das coisas que mais amo na vida”.

A POESIA DE DORI CARVALHO

…Senti muito “estar no mundo” na sua poesia, que li com prazer.
Carlos Drummond de Andrade

… releio com prazer poemas escritos há anos, mas que mantém vivos o ritmo, a melodia e o profundo significado. Você é um poeta, meu caro. E dos mais talentosos.
Milton Hatoum

Primeiro, atualidade; segundo, visão de mundo; terceiro, é uma visão existencialista que pega a todos nós; e último: ela é a poesia que eu escreveria se fosse poeta, se tivesse talento pra fazer poesia. Me tocou muito.
Ignácio de Loyola Brandão

*Serviço:* Lançamento do CD de poemas “Entre barras e rios”
*Data:* 29/12/2021
*Horário:* 19:00h
*Local:* Liceu Cláudio Santoro/Parintins

você pode gostar também