Comandante da PM de Parintins vence a Covid-19 e esposa relata os momentos difíceis durante o tratamento

O Tenente Coronel Corrêa Júnior, comandante do 11° Batalhão de Polícia Militar de Parintins, é mais um membro da segurança pública do Estado do Amazonas, a vencer a Covid-19. Foram vários dias de tratamento.

Nesta terça-feira (6), a esposa do coronel, Diana  Corrêa Sanclér, escreveu nas redes sociais um texto de agradecimento a Deus pela recuperação da saúde do marido e dos demais membros da família que, também, foram acometidos pela doença.

Ler o texto à íntegra

Oii gente. Eu esperei tanto por este momento, nossa família esperou por este momento 🙌🙏❤️. Momento de gritar, gritar bem alto e agradecer infinitamente a Deus, por nos amar, cuidar e permitir que pudéssemos nos recuperar, VIVER🙏🙏🙏. Toda nossa família foi acometida pelo Covid, e, antes, eu só pedia a Deus que nos livrasse, pois todos sabem da fragilidade da imunidade da Majú, do nosso João que é cardiopata…eu orava a Deus para nos proteger. E, assim foi, Deus não permitiu o pior, pois Eu, @correa_junior141273 , @_correa_neto e nosso sobrinho @j.marcos16 tínhamos que viver este momento, passar por mais uma provação…Deus cuidou e guardou Majú e o @bonates_joao ( eles não pegaram Covid)🙌🙏. Foram dias e dias, e falo para vcs, não são só 14 dias, isso não existe….cada corpo responde de uma forma, o vírus é silencioso, é extremamente importante conhecermos nosso corpo….ninguém largou a mão de ninguém, até na doença a gente está junto e misturado🤣🙈❤️. Hoje, eu quero me reportar a um profissional que fez toda a diferença na nossa recuperação, pois como falei antes, essa doença é silenciosa, e realmente os dias passam e a gente “acha” que está TUDO BEM…não está, o pulmão tá ali e uma hora ele vai gritar e te dizer que vc precisa correr, pois alguma coisa está errada….e, mais uma vez Deus agiu, comecei a procurar um fisioterapeuta que atendesse em casa, pois não podíamos sair, e liguei, todos ocupados, agenda lotada….e um desses profissionais me manda vários contatos para eu continuar tentando, foi quando Deus tocou e reencontrei minha amiga de infância, da minha cidade, Parintins. Amiga que jogava vôlei comigo, amiga de escola, amiga que muitos anos não nos víamos…passei uma msg, expliquei tudo e ela prontamente, reorganizou sua agenda e veio nos atender🙌🙏❤️, dali as esperanças foram renovadas, sabíamos que a recuperação chegaria completa 🙌🙏. @ritaabecassis , Minha amiga, como vc CRESCEU, nunca vi uma pessoa conhecer tanto a anatomia humana quanto você, nossa fisioterapeuta! 😃❤️Além de aliviar as dores, a saturação, a falta de ar, o cansaço e cada desconforto vc sabia como diminuir, vc sabia nos acalmar e falava: vcs vão melhorar, vai ficar tudo bem, vou deixar vcs 💯. 🙌🙏❤️, e deixou, hoje a alta chegou, e sabemos que é um dia de cada vez, sabemos que é um recomeço, Renascimento 🙏. E, faço uma pergunta que por anos não parávamos para fazer, porque precisou vir uma Pandemia para ENXERGARMOS o fisioterapeuta. O que seria da gente sem o fisioterapeuta? “…seria triste. Seria escuro. Não teria movimento e não teria esperança. Esses profissionais trabalham para que a gente supere os nossos problemas, para que a gente volte a sonhar e para que a gente recomece…Rita, Ritinha, minha amiga, obrigada por tudo, obrigada por devolver o sorriso do meu amor Corrêa Júnior Bonates, obrigada 🙌🙏❤️

Blog Ilha Tupinambarana

você pode gostar também