Caixa Econômica Federal faz homenagem a Enéas Gonçalves

Familiares de Enéas Gonçalves e funcionários da CEF/ Fotos: Aroldo Bruce

No primeiro dia de trabalho, após o feriado de carnaval, os funcionários da Caixa Econômica Federal, agência Parintins, prestaram homenagens a Enéas Gonçalves, 64 anos, que faleceu na segunda-feira, 15 de fevereiro, vítima de Covid-19.

Antes do atendimento ao público, os funcionários reuniram-se para orar e partilhar boas lembranças vivenciadas com Enéas Gonçalves, que em 2017 havia retomado às funções na Caixa  Econômica Federal. Sua alegria sempre contagiava amigos, colegas de trabalho e os fãs.

Enéas Gonçalves trabalhou por mais de 30 anos. Na Caixa Econômica Federal.

Os funcionários usando camisas com a imagem de Enéas Gonçalves, exibindo um banner  que resumia encontros de trabalho e momentos de lazer refletiam o quanto o Enéas (político), Enéas (radialista), Enéas (humorísta) era querido por todos.

Elizabeth Sarraff, gerente local da Caixa Econômica Federal, se emociou ao falar de Enéas Gonçalves. Lembrou das brincadeiras com os colegas, dos discursos nas confraternizações e da forma que lidava com as pessoas.

“Aqui todos gostavam do Enéas. Para cada colega ele apresentava um discurso diferente, um adjetivo diferente. Era diferenciada a forma como ele falava. O Enéas amava estar na agência, amava trabalhar”, lembrou Elizabeth.

O Supervisor vinculado a área de governo da Caixa Econômica Federal, Amarildo Sena, ficou muito abalado com o falecimento de Enéas Gonçalves, pois considerava um irmão desde que veio trabalhar em Parintins.

“Enéas Gonçalves deixa um legado muito bonito. Sua alegria, a forma igualitária que lidava com os colegas de trabalho desde o mais humilde, as pessoas que atendia na agência. É uma perda irreparável. O Enéas, vai fazer grande falta”,  comentou.

A vereadora Vanessa Gonçalves (PP) acompanhada do jornalista Glauber Gonçalves (filhos de Enéas), acompanhados de irmãos, uma tia e da secretária geral da Rádio Clube, Berna Cristina, estiveram na agência da Caixa Eonômica Federal e receberam todo carinhos dos funcionários.

Vanessa, muito emocionada, agradeuceu o carinho dos colegas de trabalho do pai. Ela disse que o Enéas Gonçalves também amava a caixa econômica e fazia planos de voltar logo. Queria estar no primeiro dia do retorno de camisa nova.

“Foi muito difícil entrar, hoje, aqui na caixa e ver a mesa onde ele trabalhava. Muito diferente das outras vezes quando o encontrava sorrindo e abraçando a todos. As palavras de carinho têm confortado nossos corações. É muito difícil acordar e dormir sem ter nosso pai”, disse.

O jornalista Glauber Gonçalves agradeceu o carinho dos amigos de seu pai da Caixa Econômica Federal, onde ele passava a maior parte do dia antes da pandemia. Com a pandemia trabalhou em Home Office.

“O Papai era amigos de todos aqui na caixa. Era um eterno aprendiz. Passou Muito tempo fora e quando retornou  muitas coisas haviam mudado. Anotava tudo na sua agenda. O Papai sempre foi uma pessoa muito propositiva, sempre anotou tudo para aprender. Ele foi sempre assim. Isso tudo eu levo no meu coração como exemplo que a cada dia é um aprendizado para todos nós. Ele estar presente nos dando forças “, concluiu.

Enéas Gonçalves, foi prefeito de Parintins por dois mandados, deputado estadual do Amazonas por três vezes. Era diretor geral da Rádio Clube de Parintins e apresentava os programas “Cartão Amarelo”, pela manhã, e, a noite, “Cores da Amazônia”.

Veja mais fotos

Blog Ilha Tupinambarana

você pode gostar também