Bi Garcia tem 62% e Juscelino, 26%, mostra pesquisa Action/BNC em Parintins

Para 87,2% dos entrevistados, o atual prefeito é o que mais tem chances de vencer as eleições no maior colégio eleitoral do interior do Amazonas

A cinco dias das eleições, pesquisa da empresa Action/BNC Amazonas revela o cenário das campanhas políticas em Parintins. Conforme o segundo estudo estimulado divulgado na corrida pela Prefeitura de Parintins, o candidato Bi Garcia (DEM) lidera. Ele disputa a reeleição com folga sobre o principal adversário, o ex-vereador Juscelino Manso (PSB).
O atual prefeito tem 62,2% de preferência das intenções de voto, contra 26,2% de Manso.
Portanto, o democrata coloca 36 pontos percentuais de vantagem por um novo mandato.
De acordo com a resposta estimulada de 450 eleitores, Douglas Batista (PV) é o terceiro, 6,1%. Brancos e nulos somam 5,5%.
À luz dos números captados dos dias 6 a 8, o atual prefeito conta as horas para seu quarto mandato no maior colégio eleitoral do interior do Amazonas.

Percepção de vitória

Essa também é a opinião de quase 90% dos entrevistados da pesquisa. Isso porque 87,2% deles, incluindo os eleitores de Manso e Batista, creem que o candidato à reeleição é o que tem mais chance de ganhar o pleito.
Dessa maneira, só 8,5% dos eleitores acham que os dois poderiam ganhar a corrida eleitoral.

Espontânea

Na resposta espontânea, na qual o entrevistador apenas ouve a resposta do pesquisado, Bi Garcia também lidera. E novamente com larga folga na memória e na preferência do eleitor parintinense.
Dessa forma, ele aparece com 60,4% das intenções contra 24,4% de Manso, repetindo a vantagem da pesquisa estimulada.

Avaliação do mandato

Outro dado favorável à campanha de reeleição de Bi Garcia está na avaliação da gestão dele na Prefeitura de Parintins.
A aprovação chega a quase 90%, pois 25% avaliam a administração como ótima, 32,3% (boa) e 31,7%, regular.
Os que desaprovam a atual prefeitura são 6,1%, sendo 1,8% para ruim e 4,3% como péssima.
Outros 4,9% não souberam responder.

Rejeição

O eleitor de Parintins também coloca Garcia com a menor rejeição entre os três na disputa. Ele ficou com 18,3%.
Na outra ponta, 34,8% e 34,1% disseram que não votariam de jeito nenhum em Manso e Batista, respectivamente.

Abrangência

De acordo com a Action, a pesquisa ouviu apenas eleitores da sede de Parintins, com 450 entrevistas. Assim sendo, Garcia pode exibir uma vantagem ainda maior na apuração dos votos por causa da capilaridade na zona rural que o peso da máquina da prefeitura lhe proporciona.
Além disso, avalia a pesquisadora, o peso do votos das comunidades no atual contexto de disputa não alteraria o cenário na sede da cidade.

Demais dados da pesquisa

A pesquisa foi registrada no TSE com o código AM-04564/2020, no dia 4 de novembro. As entrevistas (450) foram na zona urbana nos dias 6, 7 e 8 de novembro. A margem de erro é de 4,6%, com intervalo de confiança de 95%. A Action Pesquisa de Mercado fez o estudo sob encomenda do site BNC Amazonas.

Fonte: BNC

você pode gostar também