Após instalação de oleoduto, Prefeitura de Parintins fiscaliza recuperação de rua no Caburi

O trabalho é supervisionado pela Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp)/Foto: Júnior Preto

Uma equipe fiscal da Prefeitura Municipal de Parintins esteve na segunda-feira (18) na agrovila do Caburi para fiscalizar o trabalho de recuperação da rua que foi usada para instalação do oleoduto da empresa Oliveira Energia, fornecedora de energia elétrica na comunidade.

A Oliveira Energia instalou oleoduto de 1.168 metros para recebimento de combustível (diesel), que passa debaixo da rua central. Como foi preciso retirar asfalto e abrir valas na rua, a empresa se comprometeu em recuperar o trecho de aproximadamente 500 metros, usando 150 toneladas de asfalto. A obra já chega a 80% de conclusão com 17 funcionários, sendo 10 da própria comunidade, um pedido do prefeito de Parintins, Bi Garcia.

O trabalho é supervisionado pela Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp). O monitoramento acontece constantemente. O engenheiro fiscal Albano Albuquerque acompanhou os trabalhos. “A Secretaria de Obras está sempre atuante na fiscalização de qualquer serviço. Seguindo orientação do prefeito Bi Garcia, nós viemos aqui acompanhar e fiscalizar”, disse.

Em abril de 2018 a empresa Oliveira Energia instalou no Caburi uma Produtora Independente de Energia (PIER). Atualmente, possui mais de 2.600 consumidores. “Contratamos uma empresa terceirizada para executar o serviço de recapeamento e reconstrução da rua. Nós estamos entregando em perfeitas condições com massa asfáltica nova, meio fio e vamos fazer a entrega para a Prefeitura”, explicou o supervisor geral da Oliveira Energia, Clederson Mendonça.

O secretário da Semosp, Lázaro Ferreira, afirma que a empresa realiza os trabalhos acordados e mantém os serviços na comunidade. Ele informa que a equipe da Semosp vai retornar ao Caburi na próxima semana para verificar a conclusão dos trabalhos. Segundo o secretário, a orientação do prefeito Bi Garcia é que todas as obras do município e de empresas privadas sejam fiscalizadas e acompanhadas para que estejam dentro dos padrões de qualidade e segurança.

Texto/ Eldiney Alcântara

você pode gostar também