Quanto heroísmo desses trabalhadores…

Trabalhadores da limpeza pública em ação/ Foto: Aroldo Bruce 

Imagina o quanto é difícil ficar o dia inteiro inalando a podridão que a sociedade produz. Pois é, eles ficam! Dia chuvoso ou ensolarado pouco importa, até porque, lixo é como novela, tem todo dia. Enquanto ninguém aguenta aquele liquido fedorento que sai do carro compactador, eles suportam. Ah, sem esquecer da porcaridade que muitas pessoas adotam com o próprio lixo.

Essas porcaridades acontecem quando o lixo doméstico é jogado de forma leviana nas ruas. Os cidadãos são cientes do horário que o carro coletor passa, entretanto, são injustos. Das formas mais obscuras tentam se livrar do lixo, cuja nojeira eles mesmos produziram. São patéticos em pensar que existe alguém que é pago para limpar o ambiente para eles.

Muitos evidenciam suas cretinices quando falam que a limpeza pública é prioridade da prefeitura. Sim, realmente, a prefeitura tem esse dever, mas todo cidadão tem a obrigação de manter o ambiente limpo e, sobretudo, saudável. Os heróis, aqui, são seres humanos que executam o trabalho com maestria, porém, a responsabilidade de manter a cidade limpa não é só deles.

Os heróis da limpeza pública enfrentam muitos desafios. São pessoas simples da sociedade, homens e mulheres chefes de família. A profissão é digna como outra qualquer e esses heróis são comprometidos com o trabalho. Imagina se eles recusassem a limpar a nojeira abusiva de quem insiste em não respeitar a profissão deles. Eles são heróis, sim, mas não refém da má educação desse povo.

Blog Ilha Tupinambarana

você pode gostar também