17 profissionais da saúde de Parintins testam positivo para Coronavirus e município reforça importância do EPI

A Prefeitura Municipal de Parintins informou nesta terça-feira que 17 dos seus profissionais de Saúde foram positivados com Coronavirus desde o início da pandemia. A Prefeitura tem investido na compra de equipamento de proteção individual (EPIs) e treinamento para utilização dos materiais, porém as infecções ainda ocorrem como em outros pontos do planeta.

Dois 17 trabalhadores da Saúde que positivaram com Covid-19, quatro tiveram alta médica, 12 estão em isolamento domiciliar e um caso está em tratamento em Unidade de Terapia Intensiva (UTI), em Manaus. Deste quantitativo, 06 são médicos. Há ainda enfermeiros, técnicos de enfermagem, fisioterapeuta, nutricionista, farmacêutico, técnico de radiologia e cozinheira, serviços gerais e ajudante de almoxarifado.

De acordo com o secretário de saúde Clerton Rodrigues, a Prefeitura tem dado todo suporte a seus profissionais com a aquisição equipamento de proteção, treinamento e em casos de testar em positivo, também há o acompanhamento. “Sabemos do perigo desse vírus, de sua alta transmissibilidade, e por isso tenho temos disponibilizado equipamentos que são recomendados pelo Ministério da Saúde e com qualidade comprovada. Os casos de transmissibilidade acontecem em rápidos momentos e isso ocorre em todos os locais que lidam com o Covid-19”, disse Clerton.

Um dos profissionais de Parintins que testou positivo foi o médico anestesiologista Daniel Tanaka, que atuava na linha de frente do combate ao Novo Coronavirus. Em isolamento domiciliar, afirmou que mesmo tomando todos os cuidados, com uso de EPIs, o vírus mostra o quanto é perigoso na medida em que contamina muito facilmente. “Nós continuamos orientando a população para que não se exponha, pois o novo coronavirus é altamente contagioso”, alertou.

A coordenadora de vigilância em saúde Elaine Pires disse que os profissionais da linha de frente do combate ao Coronavirus estão mais expostos, por isso a importância da utilização dos EPIs. “Todos os que ainda estão em tratamento recebem o acompanhamento da Secretaria de Saúde tomando as medicações que sendo avaliados periodicamente”, descreveu Elaine.

 

Fonte/Fonte: Secom

você pode gostar também