Primeira Igreja Batista de Parintins lança campanha solidária para ajudar indígenas

A Campanha Solidária atende indígenas das etnias Sateré-Mawé e Hixkariana/Fotos: Igreja Batista

A Primeira Igreja Batista de Parintins lançou na quarta-feira, 20/05, a campanha SOS Indígenas, que tem como objetivo promover ajuda emergencial a indígenas das etnias Sateré-Mawé e Hixkariana. A meta é arrecadar 350 cestas básicas e confeccionar 2 mil máscaras de proteção facial para distribuir a indígenas que vivem em Parintins, Nhamundá e na comunidade Vila Nova I, no rio Andirá.

A crise econômica provocada pela pandemia tem afetado a todos, mas os grupos indígenas estão entre os mais vulneráveis. As medidas restritivas estaduais e municipais de quarentena proibiram o trânsito de barco e o transporte de passageiros para a área indígena. Muitas pessoas que estavam em Parintins temporariamente não puderam retornar para suas comunidades após a publicação dos decretos, restando a elas permanecer na cidade de favor em casa de parentes e amigos.

As medidas de isolamento também afetaram quem mora nas comunidades indígenas. Um posto da Polícia Federal foi montado para fiscalizar a entrada e saída de embarcações na área indígena do rio Andirá, a fim de impedir que pessoas possivelmente infectadas adentrassem a área indígena. Até início do mês de maio era permitida a saída de apenas uma pessoa por família para que fossem ao município de Barreirinha para comprar alimentos e itens básicos. Mas o Lockdown publicado em 11 de maio suspendeu os serviços de transporte fluvial de passageiros de qualquer natureza, impedindo que os indígenas cheguem a Barreirinha.

De acordo com relatos de indígenas que vivem em Parintins e se comunicam por telefone com seus familiares que moram em Vila Nova I, itens básicos como sal, açúcar e sabão estão em falta na comunidade. O missionário da Igreja Batista, Auliandro Paixão, chegou com sua família recentemente de Vila Nova I e descreve a situação da comunidade: “Vila Nova é uma comunidade grande, onde pessoas que moram em outras comunidades distantes vêm para comprar mantimentos. Mas elas chegam lá e não encontram nada. Nem combustível para voltar para suas comunidades.”

A campanha SOS Indígenas quer amenizar estes impactos provocados pela crise econômica decorrente da pandemia do novo coronavírus. Uma parte dos alimentos e das máscaras será enviada para a comunidade de Vila Nova I e o restante será distribuído a indígenas que vivem em Parintins e em Nhamundá.

A Primeira Igreja Batista de Parintins convida a todos a participarem desta iniciativa. Doações podem ser efetuadas na conta da Missão Batista do Baixo Amazonas Pastor Lessa. Os dados para depósito ou transferência são: Banco do Brasil. Agência: 333-6. Conta Corrente: 17296-0. M.B.B.A. PR. Eduardo França Lessa. CNPJ: 02.516.679/0001-00.

Tendo em vista que nem todas as pessoas podem fazer transferência online ou ir ao banco depositar o dinheiro, você pode doar o valor da cesta (R$ 50 reais) e pagar diretamente no supermercado Israel Batista, que será o local oficial para a compra das cestas da campanha.

Qualquer dúvida, entrar em contato com o irmão Phelipe Reis.’

Por Phelipe Reis

você pode gostar também