Nhamundá faz soltura mais de 50 mil filhotes de quelônios

Pelo segundo ano consecutivo, Nhamundá bate recorde na soltura de quelônios no baixo Amazonas. Em 2021 foram 40 mil filhotes devolvidos à natureza e, em 2022, esse número aumentou significativamente, sendo mais de 50 mil filhotes que voltaram ao seu habitat natural.

A ação faz parte do Projeto Manejo Sustentável de Quelônios, em parceria com a Universidade Federal do Amazonas (Ufam), idealizado por voluntários da comunidade do Corocoró, zona rural de Nhamundá e visa garantir o aumento da população de reptéis na região. Pela primeira vez, a soltura contou com a participação de deputados estaduais. Estiveram presentes os deputados Saullo Viana, Tony Medeiros e Cabo Maciel, além de vereadores e secretários municipais e da prefeita Marina Pandolfo e do vice-prefeito Neto Carvalho.

Durante a cerimônia, foi entregue a empresa Fazenda Amazonia Eco Timber LTDA, a placa de Selo de Qualidade Ambiental, por deter atenção especial para a proteção do Meio Ambiente, através do apoio aos projetos de conservação ambiental desenvolvidos no município de Nhamundá.

De acordo com o idealizador do projeto ‘Pé de Pincha’, Professor Dr. Paulo Andrade, o Amazonas é o maior criador de quelônios do Brasil. Desde a criação, mais de 3 milhões já foram devolvidos à natureza. Nhamundá é o município que mais soltou/devolveu filhotes a natureza nos últimos anos no Estado. A soltura dos animais é a última fase do processo e um momento histórico para os voluntários.

#PrefeituraDeNhamunda
#GestaoJustaTransparenteInclusiva

você pode gostar também