Mulheres prefeitas: Só Nhamundá, no baixo Amazonas, pode entrar para história

A largada foi dada. As eleições 2020 estão se aproximando e muitas mulheres irão pleitear o cargo de prefeita.

Em muitos municípios brasileiros alguns nomes estão bem consolidados e o mês de novembro é aguardado com grande expectativa.

Na maioria dos casos, mulheres irão ‘brigar’ pelo comando do município com homens, pois são rarissimos os casos que a disputa será apenas entre mulheres.

Mulheres que ‘brigam’ pela reeleição, outras que têm afinidade ou que tem histórico favorável para chegar ao cargo de prefeita.

Na região do baixo Amazonas, a única cidade que tem a chance de eleger uma prefeita é a cidade de Nhamundá, Marina Pandolfo (PSD). As manifestações populares direcionam para um resultado satisfatório.

Filha de Nhamunda, ex-secretária da Assistência Social, Marina Pandolfo, lançou-se pré-candidata. Seu nome é bem aceito pelos Nhamundaenses e com apoio de várias siglas políticas do Amazonas, Marina, pode ser eleita com uma vantagem bem considerável nas urnas.

Se Marina Pandolfo for eleita, em novembro, a cidade de Nhamundá terá uma nova página na  história política. Será a primeira mulher a governar o município localizado no extremo Amazonas. Nhamundá tem aproximadamente 20 mil habitantes.

Blog Ilha Tupinambarana

você pode gostar também