MPF investiga Edir Macedo por minimizar coronavírus: ‘Tática de Satanás’

Foto: Reprodução / culto / youtube

O bispo Edir Macedo, dono da TV Record e fundador da igreja Universal do Reino de Deus, está sendo investigado por suspeita de infração de medida sanitária preventiva.

Segundo a Lei, o delito consiste em “infringir determinação do poder público, destinada a impedir a introdução ou propagação de doença contagiosa” e possui pena de detenção de um mês a um ano além de multa. Segundo a revista Veja, as investigações pelo Ministério Público Federal (MPF) tiveram início quando o bispo divulgou um vídeo nas redes sociais, no dia 15 de março, com comentários que minimizam a pandemia do coronavírus. Na gravação, ele também chama da doença de “tática de Satanás”.

“Meu amigo e minha amiga, não se preocupe com o coronavírus. Porque essa é a tática, ou mais uma tática, de Satanás. Satanás trabalha com o medo, o pavor”, afirmou. “E quando as pessoas ficam apavoradas, com medo, em dúvida, as pessoas ficam fracas, débeis e suscetíveis”, disse Edir Macedo, mostrando um depoimento de um médico que alega que o vírus “não faz mal a ninguém”.

O MPF teria pedido quebra de sigilo da página do Youtube do evangélico e deve intensificar as circunstâncias em que o vídeo foi publicado.

Fonte/ Portal do Holanda

você pode gostar também